Copyrights @ Journal 2014 - Designed By Templateism - Published By Gooyaabi Templates - SEO Plugin by MyBloggerLab

segunda-feira, 30 de julho de 2018

,

As Facções de Demônio: a Queda

Share


"Reparai! é noite de gala 
Desde estes últimos anos desolados! 
Uma multidão de anjos, alados, enfeitados Com véus, e afogados em lágrimas, 
Acha-se sentada num teatro, para ver, Um drama de esperança e de temores, 
Enquanto a orquestra suspira espaçadamente A musica das esferas. 
- Edgar Alan Poe, "O Verme Conquistador” 



Após a sua fuga do Abismo, os Caídos dividiram a sua sociedade em cinco facções baseadas na sua visão da humanidade, de Deus e de si próprios. Cada facção é composta de demônios que compartilham do mesmo pensamento, embora sejam de diferentes casas,  e compartilham objetivos semelhantes.

FAUSTIANOS

O objetivo dos Faustianos é quase estereotipadamente “demoníaco”. Eles querem conquistar o mundo e virá-lo contra Deus. Eles são orgulhosos, eles são poderosos, e eles são absolutamente confiantes de que estão certos.

OCULTOS

A grande força dos Ocultos é que seus objetivos são extremamente nebulosos. Essa imprecisão de propósito é também sua maior fraqueza deles.
É uma força porque sua falta de suposições os protege dos pensamentos desejosos dos Luciferanos e Faustianos. Sem qualquer paradigma político enevoando suas percepções, os Ocultos são mais aptos a entender as coisas como elas são. Luciferanos e Faustianos têm uma infeliz tendência de interpretar a realidade como eles querem que seja.

LUCIFERANOS

A posição dos Luciferanos é, essencialmente, “Só porque nós fomos aprisionados em correntes de fogo e jogados no Inferno por 10.000 anos, não significa que nós perdemos.” Eles ainda estão lutando o bom (ou mal) combate, ainda obedecendo ordens, ainda prontos para se posicionarem ao comando de seu grande líder ou, até que ele apareça, as ordens do demônio no comando do posto.
Onde os Faustianos se parecem mais com uma corporação, e os Ocultos são como uma faculdade, os Luciferanos são um exército.

RAPINANTES

O repertório dos Rapinantes se resume a "grande, burro e ultraviolento." Certamente, eles são os mais imprudentes e destrutivos dos Caídos, mas considerá-los como assassinos escravizados, que mal podem lembrar-se de carregar os cartuchos de ignição em seus lançadores de chamas, não é apenas um erro - é perigoso.

RECONCILIADORES

Em meio ao tumulto e conflito da vida demoníaca, surge um grupo, cuja pergunta é simples: Não podemos viver todos juntos? Só que não é tão simples assim.
Os Reconciliadores são um tanto como os Ocultos, sobre terem sérias questões sobre a rebelião.


As próximas postagens irão detalhar mais cada uma das facções.

Fonte: Companheiro do Narrador para Demônio: a Queda

0 comentários:

Postar um comentário